5 passos para criar uma campanha publicitária lucrativa no Facebook

by Vidal

Neil Patel

Quase todos os usuários de internet fazem duas coisas regularmente:

A primeira: usar sites de busca. A segunda: usar o Facebook.

Como profissional de marketing ou empreendedor, uma das suas tarefas mais importantes é trazer pessoas de outras páginas para a sua.

Seu público-alvo passa muito tempo na internet e nos mais variados sites, mas uma enorme porcentagem de qualquer público-alvo usa sites de busca e o Facebook.
É por isso que sites de busca e o Facebook são tão importantes, e porque SEO e marketing de mídias sociais concentram tanta atenção.

Porque a partir do momento em que você encontra seu público-alvo, basta encontrar uma maneira de levar o seu conteúdo a eles.

Existem algumas maneiras de fazer isso no Facebook.

A principal (e de longe a mais eficaz) é anunciar.

Isso se aplica a praticamente todas as redes sociais. É a razão pela qual gastos com marketing em mídias sociais continuam a crescer a cada ano.

imagens neil-03

Temos mais de 1 milhão de pequenos negócios que usam publicidade, considerando apenas o Facebook.

A maioria dos profissionais de marketing de mídias sociais sabe o valor dos anúncios de Facebook. Um número impressionante de profissionais de marketing – 92% anunciam no Facebook pelo menos uma vez ou outra.

Mas apesar dessa prova impressionante do sucesso da publicidade no Facebook, alguns ainda afirmam que anunciar no Facebook não é eficaz.

Muitos negócios gastam em anúncios uma única vez, não obtêm resultados e aí decidem que anunciar não dá certo.

Obviamente, isso só significa que eles não sabem o que estão fazendo.

A eficácia da publicidade depende do seu conhecimento, das suas habilidades e da sua experiência.

Quanto mais você anunciar em uma plataforma como o Facebook, melhor vai ficar.

Se você está pensando em começar a usar anúncios no Facebook, esse post vai te ajudar a dar os primeiros passos.

Não fique para trás – Siga esses 5 passos para criar uma campanha publicitária lucrativa no Facebook.

Vou detalhar aqui os 5 passos para o sucesso com publicidade no Facebook.

1º Passo: O mais interessante vem primeiro

Antes de fazer o seu primeiro anúncio, é preciso entender uma coisa.

O feed de notícias de um usuário normalmente contém centenas de elementos disputando cliques.

Facebook

Há links para diferentes partes do Facebook (mensagens, eventos, fotos etc) na coluna da esquerda.

Adicionalmente, há um feed de notícias com centenas de posts de amigos e marcas.

Todos esses trazem botões como Curtir, Compartilhar, Comentar e outros links.

Finalmente, a barra lateral direita contém anúncios, assuntos em destaque (trending topics) e sugestões de amigos.

Somando tudo isso, temos muita coisa acontecendo ao mesmo tempo.

Isso gera uma consequência importante para qualquer anúncio que você criar: para atrair atenção, seu anúncio precisa se destacar entre centenas de competidores.

Todos querem a atenção do usuário, mas você precisa encontrar uma maneira de atraí-la e transmitir sua mensagem rapidamente.

Você também precisa considerar que grande parte da sua concorrência é formada por outros anúncios. Alguns chegam a ocupar a metade da tela.

Facebook Anúncio

Ou seja, não só você precisa se destacar entre o conteúdo comum, mas também entre anúncios de grandes marcas que gastaram muito otimizando sua publicidade para atrair atenção.

A maior regra sobre atenção: É bem fácil ver que partes de um anúncio atraem mais atenção.

Vejamos alguns anúncios como exemplos. Perceba para onde a sua visão é direcionada primeiro:

Exemplo Anúncio

Se você é como 99% das pessoas, olhou para a imagem primeiro.

Há alguns tipos diferentes de anúncios, mas a maioria contém apenas algumas partes:

– uma imagem – ocupando 50% ou mais do espaço do anúncio (e possivelmente colorida)

– uma descrição – acima da imagem, no caso de um anúncio no feed de notícias, ou do lado direito, em anúncios na barra lateral

– um título – muito mais visível nos anúncios na barra lateral do que naqueles no feed de notícias

Todas essas três partes podem ter um grande efeito sobre a performance do seu anúncio.

A mais importante, no entanto, é a imagem.

Além de ocupar a maior parte do espaço, a imagem é a única forma de garantir que o seu anúncio se destaca entre todos os outros elementos na tela.

Seu título vai aparecer na fonte padrão, em azul, e a descrição também na fonte padrão, em preto. Ou seja, esses elementos não se destacarão entre os outros – serão os mesmos para todos os anúncios.

Mas a imagem será definida por você (desde, claro, que respeite as regras sobre imagens ofensivas e banidas).

Muitos artigos dizem que um certo tipo de imagem vai trazer melhores resultados para você. Mas eles estão errados.

A imagem que traz melhores resultados é aquela que contribui para a mensagem do seu anúncio, mas também se destaca entre as outras.

E isso é bem simples de fazer:

“Faça o contrário do que todo mundo está fazendo.”

Você atrai atenção a partir do contraste, da criação de uma imagem que parece estar deslocada naquele contexto.

Um exemplo. Todo mundo usa fotos de bancos de imagem em alta qualidade e com uma sobreposição bonita.

Mas essas imagens nem sempre chamam a atenção.

Em um teste de comparação, a versão visivelmente mais simples e mais feia impressionou mais do que a outra.

143% de melhoria

O anúncio à direita teve resultado 143% melhor, o que é uma diferença enorme.

Enquanto todo mundo estava usando imagens coloridas e vistosas, eles experimentaram um anúncio com imagem super simples que parecia meio fora de contexto. E valeu a pena.

Como criar uma descrição intrigante: Não dá pra discutir: qualquer anúncio eficaz precisa de uma imagem atraente. A competição é muito grande para se conseguir resultados sem isso.

Portanto, essa vai ser sua prioridade, e a melhor forma de se destacar.

No entanto, o segundo lugar para onde a visão do leitor é direcionada é a sua descrição (muitas vezes, no caso do feed de notícias, antes mesmo do título).

Anúncio Facebook

Obviamente, essa área não vai receber tanta atenção quanto a imagem. Mas é aí que você vai colocar a parte principal da sua mensagem.

É difícil comunicar uma mensagem em uma imagem, e por isso sua descrição é tão importante.

A descrição deve, em 2-3 linhas, fazer com que o leitor se interesse o suficiente para clicar e seguir para o seu conteúdo ou oferta.

No geral, você conseguirá a melhor taxa de conversão usando um link para uma página inicial que oferece um bônus. Mas os assinantes obtidos dessa maneira serão de qualidade relativamente baixa.

Eu prefiro usar um link para um artigo com excelente conteúdo (talvez com um upgrade de conteúdo), que vai levar a uma taxa de conversão mais baixa, mas também a assinantes muito mais comprometidos no futuro.

A descrição não precisa ser super inteligente. Basta descrever o maior benefício de clicar e seguir para a sua página com o mínimo de palavras possível. Ex. “Ganhe uma cópia gratuita de ___” ou “Aprenda como obter um ROI de 150% em publicidade em mídias sociais nesse post”.

2º passo: Se investir em anúncios no Facebook, invista também em…

Antes de fazer o seu primeiro anúncio, você já entendeu a parte mais importante:

A sua imagem.

Uma excelente imagem te dá o potencial de criar uma excelente campanha publicitária, ao passo que usar a imagem errada pode arruinar campanhas desde o princípio.

Se você aprender somente uma coisa nesse post, que seja isso:

“Se você vai investir significativamente em publicidade no Facebook, você precisa investir em imagens publicitárias.”

Não, não é preciso usar obras de arte. Mas as imagens devem ser criadas por designers.

Se você não é designer, isso significa que deve pagar por imagens. Vale a pena.

Uma pequena diferença na taxa de conversão se transforma em uma grande diferença ao longo do tempo quando o anúncio atinge dezenas de milhares de pessoas – o que é perfeitamente possível no Facebook.

E usar a imagem certa no Facebook não faz uma pequena diferença. Faz uma diferença enorme.

Um dos maiores erros que eu vejo por aí acontece quando o dono de um negócio separa $100 e usa o dinheiro todo para pagar por cliques.

Ao invés disso, ele deveria usar uma parte do dinheiro para obter imagens melhores do que aquelas que improvisou para o anúncio.

E o que você deveria incluir em uma imagem?

Como eu disse anteriormente, a melhor imagem vai depender do que a concorrência está usando.

Não existe um “melhor” tipo de imagem. No entanto, há algumas melhores práticas que você deve seguir para todas as imagens que utilizar.

A partir de agora, vou focar em anúncios no feed de notícias (grandes anúncios que aparecem no feed) porque esses geram uma taxa de interação muito mais alta do que anúncios na barra lateral.

Desempenho de Anúncios no Facebook

Princípio nº1: Use o tamanho certo: Se você fizer upload de uma imagem que não respeita as dimensões que devem ser usadas no anúncio, a imagem acabará sendo distorcida ou cortada.

Isso não é muito eficaz, obviamente.

Utilizar uma imagem do tamanho correto não vai te ajudar diretamente, mas é necessário para te dar uma chance de sucesso.

O complicado é que as imagens podem ser usadas de várias maneiras.

Mesmo que você tenha limitado um anúncio para aparecer somente no feed de notícias (o que é possível), ela ainda vai aparecer de maneira diferente dependendo do tamanho da tela e do dispositivo que o leitor utilizar.

O tamanho também vai depender do tipo de anúncio que você utilizar. Alguns suportam imagens maiores do que outros.

Por essas razões, o Facebook recomenda um tamanho de imagem específico para cada uso.

Veja na tabela abaixo os tamanhos recomendados:

ecommends a specific image size

Na maioria das vezes você vai usar anúncios para obter cliques para o seu site ou curtidas e seguidores para a sua página de Facebook (a terceira e a quarta opção acima).

Os tamanhos recomendados são muito maiores do que o tamanho real que vai aparecer na página. Isso porque o Facebook vai diminuir as imagens, e esses tamanhos recomendados garantem que essas apareçam bem em praticamente todas as situações.

Se você quiser ser mais específico quanto à maneira como o seu anúncio vai aparecer, você pode criar imagens menores com dimensões exatas.

Imagens recomendadas

Eu recomendo usar os tamanhos recomendados pelo Facebook, mas faça o que preferir.

Princípio nº 2: Cor – O uso de cores é provavelmente a forma mais eficaz de atrair atenção online.

Mais especificamente, o uso de contraste.

Usar cores inesperadas para o usuário faz com que essas se destaquem mais.

Você pode ver que cores são essas usando um círculo cromático (roda de cor). As cores contrastantes estão em lados opostos da roda.

círculo cromáticoComo o Facebook usa principalmente o azul (e o branco), logicamente imagens que contenham a cor laranja vão se destacar.

Mas será que isso significa que laranja é a melhor cor?

Não é tão simples assim. Basicamente, voltamos à necessidade de você se destacar entre a concorrência.

Como alguns dos seus concorrentes também já ouviram falar do uso de cores contrastantes, também vão utilizar o laranja.

Você pode acabar usando um esquema de cores similar ao de um concorrente, o que vai reduzir a eficácia do seu anúncio.

Cor similar

Em geral, eu evitaria o azul escuro, já que essa é a cor do Facebook. Fora isso, você deve testar várias cores fortes que podem se destacar (dependendo de outros anúncios).

Princípio nº 3 – Valorize a proposta na imagem: apesar de o objetivo principal da imagem ser chamar a atenção, isso não significa que ela não possa também contribuir para a sua mensagem.

Quando você tem uma proposta muito atraente, tente deixar isso bem claro na imagem:

Anúncio

 

Os usuários vão ler esse texto antes de decidir se querem ler a descrição.

É importante lembrar que o Facebook tem uma regra um pouco controversa a respeito de texto promocional em imagens.

O texto em qualquer imagem não pode ocupar mais do que 20% do espaço. Por isso, não adicione descrições longas às suas imagens ou elas poderão ser rejeitadas.

Use algo curto e simples.

Princípio nº 4 – Faça um anúncio compartilhável: uma das maiores vantagens dos anúncios do Facebook é que eles aparecem quase da mesma maneira que o conteúdo comum.

Os usuários podem curtir e compartilhar anúncios – e fazem isso.

Se você tiver uma excelente oferta, é possível que o seu anúncio seja compartilhado muitas vezes, o que significa que você vai atingir mais pessoas sem ter que pagar por isso.

Obviamente, não é fácil tornar um anúncio viral.

No entanto, você pode se beneficiar ao usar imagens que serão compartilhadas o máximo possível.

Imagens com certos elementos tendem a receber mais curtidas e compartilhamentos.

Os exemplos mais populares são crianças e animais de estimação:

Anúncio

Nem sempre é possível colocar uma coisa fofinha nas suas imagens, mas quando for possível, faça isso.

Princípio nº 5 – Seja original: para se destacar o máximo possível é preciso fazer mais do que escolher um esquema de cores inteligente.

Ao invés de usar imagens de banco de imagens, encomende ilustrações personalizadas.

Anúncio

Incluir alguma coisa engraçada ou inesperada vai atrair mais atenção, e também pode gerar mais comentários e compartilhamentos.

Sempre procure uma forma de incluir algo um pouco inusitado, que surpreenda o usuário, para que ele passe alguns segundos extras olhando para o seu anúncio.

Passo 3:  Ganha-se ou perde-se dinheiro a partir da segmentação.  Veja como fazer isso melhor

Se você já fez publicidade paga online, sabe a importância da segmentação para o sucesso de uma campanha.

Se você direcionar o anúncio para as pessoas certas, obviamente vai obter mais cliques e conversões.

Mas se você mostra um anúncio de carne-seca para um público vegano, sua segmentação está muito ruim e você vai obter 0 vendas.

Com toda a informação compilada a partir de seus usuários, o Facebook é capaz de desenvolver excelentes ferramentas de segmentação que podem ser muito poderosas quando utilizadas corretamente.

Você pode (e deve) testar todas as opções pra ver quais métodos funcionam melhor para você.

Opção #1: Crie um público personalizado: Anunciar no Facebook agora envolve selecionar “públicos”. Você precisa especificar que tipo de pessoa deve ver seus anúncios. O Facebook faz o resto.

Mas há algumas formas distintas de criar um público.

Uma maneira é criar um público personalizado. Vou te mostrar duas variações disso e porque essa é uma ferramenta tão poderosa.

E se você pudesse anunciar só para pessoas que sabem quem você é mas não estão te seguindo em lugar nenhum? Isso seria ótimo, pois você já tem alguma credibilidade com eles.

A primeira forma de atingir um público personalizado consiste no seguinte:

– Você instala um pixel de rastreamento no seu site (basta adicionar o código HTML)

– Se alguém carregar uma página com o seu código de rastreamento, será adicionado ao público personalizado

– Você pode criar anúncios específicos para esses visitantes

Um alerta: essa técnica é mais eficaz se você já tiver um volume decente de tráfego no site. Se você só recebe uns 50 visitantes por dia, não vai obter muitos resultados com os seus anúncios.

Nesse caso, você pode tentar um outro método que vou explicar daqui a pouco.

Se você tem tráfego suficiente, veja como obter um pixel de rastreamento.

Primeiro, entre no Facebook, vá para “Gerenciar Anúncios” e em seguida, “Páginas”.

Clique em Ferramentas e então Públicos no menu superior.

Públicos Facebook

Depois clique no primeiro botão para criar um público personalizado:

Facebook

Vai abrir um menu com algumas opções diferentes.

Para a primeira opção, selecione “tráfego do site”.

imagens-02

Ao concordar com os termos, você verá uma nova tela com um código javascript.

FacebookFacebook

Agora é só instalar o código no seu site, da mesma forma que você faz com o Google Analytics. Copie e cole o código em algum lugar no cabeçalho (header).

imagens-06

Caso você não queira rastrear visitantes em certas páginas do seu site, basta não colocar o código nas mesmas.

Opção 1(b) – Crie um público personalizado com base em assinantes de e-mail: Quando você clicou no primeiro botão azul, havia uma outra opção de público personalizado muito útil;

Essa opção permite que você faça upload de uma lista com os e-mails de seus assinantes e clientes. O Facebook vai localizar os usuários correspondentes a esses e-mails para que você possa criar publicidade para eles.

Há também uma outra vantagem incrível, que vou te mostrar na opção #2.

Por enquanto, selecione “lista de clientes”.

Lista de Cliente

Você terá muitas opções diferentes para importar seus dados. Escolha a que preferir:

Facebook

Na maior parte dos casos, o mais fácil será fazer upload de um arquivo .csv ou .txt. (a primeira opção).

Por exemplo, no AWeber, se você for à lista de assinantes, é possível clicar no botão “export CSV”, ao final da página, para gerar um arquivo com os dados de todos os seus assinantes:

aweber

#Opção 2 – Encontre muitos usuários parecidos com os seus melhores clientes:

Essa provavelmente é a função mais impressionante da publicidade no Facebook.

Para utilizar é preciso primeiro criar um público personalizado, usando uma das variações que eu já mostrei.

Ambas são ferramentas de segmentação poderosas. Mas há um problema: são limitadas.

Você tem um número limitado de pessoas que visitaram seu site ou estão na sua lista de mailing. Isso pode limitar o alcance dos seus anúncios no Facebook.

É aí que entra essa nova opção, que te permite criar um público semelhante.

Essencialmente, o Facebook analisa o público personalizado que você criou: dados demográficos, as páginas de que eles gostam, o conteúdo que publicam e outras coisas.

Depois, o Facebook olha para seus bilhões de usuários e encontra pessoas com características parecidas com as do seu público personalizado.

Essa técnica pode expandir seu público potencial em milhares de vezes. E o público resultante não é um público qualquer – é um público potencial que tem muito em comum com os tipos de pessoas que já são seus clientes e assinantes.

Espero que você entenda como essa ferramenta é realmente poderosa.

Para configurá-la, volte para a primeira página de “públicos”, selecionada a partir do menu superior.

Agora clique no segundo botão azul para “criar um público semelhante”.

público semelhante

O processo é muito simples a partir daí.

No campo Origem, coloque o cursor na caixa de texto e selecione seu público personalizado no menu que aparece.

Você também pode especificar em que países gostaria que o público estivesse.

Facebook Público Semelhante

E é isso.

Clique no botão “criar público” e você terá um novo público a quem direcionar anúncios na sua conta.

Opção 3 – Aprenda a segmentar por interesses, mas faça isso bem (a opção padrão): As duas primeiras opções são muito boas para criar públicos altamente segmentados, que tipicamente convertem muito.

No entanto, essas técnicas dependem de já se ter um público base de bom tamanho.

Talvez você ainda não tenha um público tão grande assim, o que é compreensível.

Até chegar a esse ponto, você terá que usar a opção mais tradicional: a segmentação por interesses.

Quando você cria um anúncio, há diferentes áreas que te permitem filtrar os usuários de Facebook.

Isso começa com as opções demográficas, que se baseiam em dados concretos como idade, sexo, local etc.

Público Semelhante

Quanto melhor você conhece seu público alvo, mais saberá sobre como selecionar os dados demográficos em que basear a segmentação.

A seguir estão os interesses, que são a parte mais importante.

Público Semelhante

Ao clicar no campo, você verá uma longa lista de interesses a selecionar. Você também pode procurar um termo específico:

Marketing Digital

Esses interesses vêm de páginas que os usuários curtem ou com que interagem.

 

Esse método não é perfeito, mas pode criar um público relativamente segmentado.

A alternativa é continuar até a seção de conexões. Seleciona “combinações avançadas” no menu suspenso:

Facebook

Essas opções te permitem ser mais específico ao indicar as páginas de seus concorrentes. Seu público consistirá em pessoas que curtiram as páginas da concorrência.

Se desejar usar esse método, tente ser o mais especifico possível. Caso o público final seja muito grande, isso significará que você não filtrou o suficiente e terá taxas de conversões baixas.

Passo #4: Quanto eu devo gastar em publicidade no Facebook?

Como mencionei, a publicidade no Facebook é altamente competitiva.

Além disso, é preciso algum tempo e prática para descobrir a melhor forma de converter usuários do Facebook em clientes ou assinantes.

Apesar da publicidade no Facebook ser relativamente barata, você não deve gastar com uma campanha que não vai gerar um retorno sobre investimento (ROI) positivo.

Selecionando as propostas: Ao criar um público, você terá algumas propostas a considerar:

– Custo por clique (CPC)

– Custo por mil (COM – custo por 1.000 impressões)

– CPM otimizado

No geral, CPC é a melhor opção. Ao pagar por impressão, você nunca sabe como ou onde seu anúncio vai aparecer.

Independentemente da opção selecionada, você poderá selecionar um valor máximo por clique ou por 1.000 impressões.

Você pode também usar o Facebook para otimizar sua campanha publicitária para um evento específico. Por exemplo, é possível otimizar para cliques em um link que leva ao seu site:

Facebook

 

Facebook

É preciso ter algum cuidado com esse tipo de otimização.

Se você otimizar por cliques, o Facebook mostrará seu anúncio a usuários que clicam mais em qualquer coisa. Geralmente (mas nem sempre) esse é o tráfego de menor qualidade, já que esses usuários estão sempre prontos pra clicar no próximo anúncio.

Independentemente das opções selecionadas, você verá uma faixa de preço sugerida.

Se você é um iniciante em publicidade, comece com os preços mais baixos. Quanto mais baixo o valor, menos impressões você vai obter, mas esse número talvez seja suficiente para o que você quer.

Lembre-se que você pode aumentar o valor posteriormente.

Não há uma opção de valor mais adequada – você deve experimentar todas.

Quando você vai gastar? Não comece gastando centenas de reais por dia. Espere até ter uma campanha lucrativa antes de investir tanto.

Ao criar sua primeira campanha, você precisa selecionar um orçamento diário máximo.

Facebook - Orçamento

Para a maior parte das pessoas, R$ 5,00 por dia é um bom começo.

Isso vai te permitir coletar uma boa amostra em algumas semanas e determinar se a campanha deve crescer.

Se um anúncio específico mostrar desempenho muito ruim após alguns milhares de impressões, livre-se dele!

Passo #5: Os anunciantes com os maiores lucros têm uma coisa em comum…

A maior parte dos novos anunciantes têm uma impressão errada sobre os anunciantes de sucesso.

Eles imaginam que anunciantes com experiência criam alguns anúncios para uma campanha e obtêm lucro da maioria deles.

A realidade é que a maioria dos anúncios fracassa, pelo menos inicialmente.

O objetivo dos seus primeiros anúncios não deve ser obter um ROI espetacular, pois esse é um resultado muito improvável.

Seu objetivo deve ser um resultado um pouco lucrativo ou até mesmo igual ao investimento. Vou te explicar porque esse é um bom resultado.

Mas antes disso, há uma coisa essencial que todo bom anunciante sabe:

Eles sabem se uma campanha é lucrativa ou não: Nunca inicie uma campanha publicitária sem um objetivo especifico.

Talvez você queira direcionar tráfego para o seu site.

Talvez você queria mais curtidas na sua página no Facebook.

Não interessa: escolha uma meta que você considera importante.

Mas antes de começar, você precisa saber o valor dessa meta.

Se você está tentando converter tráfego em assinantes de mailing, você precisa ter uma boa noção do que vale um assinante.

O mesmo se aplica a uma curtida no Facebook. Quanto uma curtida vale pra você?

Se você não souber isso, nunca saberá se a sua campanha teve ou não um ROI positivo. Portanto, estime esse valor com a maior precisão possível.

Você deve ser capaz de ir aos relatórios do Facebook, ver o seu “custo por ação” (clique ou curtida) e saber instantaneamente se você está lucrando ou não.

Facebook

A diferença entre muitas campanhas fracassadas e campanhas de sucesso: Eu disse aqui que um resultado igual ao investimento é uma coisa positiva.

Você consegue adivinhar por que?

A razão é que geralmente você pode melhorar suas taxas de conversão fazendo testes de separação com esses anúncios.

É bem fácil transformar a maior parte das campanhas com resultado equivalente ao investimento em campanhas lucrativas.

Por exemplo, um teste A/B (split test) mudou o custo por conversão de $2.6 para $1.04. Isso é uma diminuição de 60% no custo por conversão.

Anúncio

Esse é um resultado bastante raro, mas pequenas alterações podem ser feitas na maioria dos anúncios.

Testes A/B são muito simples de executar e não tomam muito tempo.

Você simplesmente faz uma cópia do anúncio que criou e altera um único elemento nessa versão.

Após utilizar o anúncio por um tempo estatisticamente válido, você será capaz de dizer se aquela mudança teve algum efeito nos seus resultados.

O que você pode testar?

– a imagem

– a descrição

– o título

– suas opções de segmentação

Tipicamente, a imagem vai gerar o maior impacto, devido às razões que vimos anteriormente.

Incluí um capítulo sobre como fazer o seu primeiro teste de separação no meu guia de otimização de conversão.

Conclusão

O Facebook representa uma das maiores bases de usuários em toda a Internet.

Para mais de 99% dos nichos de negócios, é possível encontrar uma larga parcela do seu público alvo no Facebook.

A publicidade é a forma mais eficaz de levar sua mensagem rapidamente ao seu público.

No entanto, como em todos os tipos de publicidade, é possível ter perdas se você não for inteligente no seu uso. Mas, ao seguir os 5 passos que ensinei nesse post, você cometerá menos erros do que a maioria dos anunciantes.

_____

Adaptamos algumas imagens para melhor entendimento em português. 😉

_____

Assista a entrevista do Neil Patel com João Pedro Resende, CEO da Hotmart, e confira outras dicas que ele tem para o seu negócio aqui.

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *